Em Ef 4.11, ‘apóstolos’, ‘mestres’, ‘PASTORES’ e ‘profetas’ também estão no masculino PLURAL, como ‘eleitos’, ‘filhos’, ‘irmãos’ e ‘santos’!
Então, são aplicáveis também a MULHERES!

“E Ele [Cristo] designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres,” (Efésios 4.11)!
Esse versículo diz que Cristo Jesus, Ele mesmo, designou (ou seja, nomeou, ORDENOU) pessoas para serem: apóstolos, evangelistas, mestres, PASTORES e profetas!!

Essas palavras estão no masculino PLURAL, com exceção de ‘evangelistas’, que é comum aos 2 gêneros (masculino e feminino)!!!
MAS uma importante aspecto a ser considerado é que a linguagem das Sagradas Escrituras, tanto nos originais gregos quanto na tradução/versão para a língua portuguesa, é androcêntrica!!!

Ou seja, conceitos como ‘eleitos’, ‘filhos’, ‘irmãos’ e ‘santos’, por exemplo, mesmo sendo masculinos PLURAIS, são designativos para TODOS os membros da Igreja de Cristo, PORTANTO também para as mulheres!!

Ora, em Ef 4.11, ‘apóstolos’, ‘mestres’, ‘PASTORES’ e ‘profetas’ também estão no masculino PLURAL, como ‘eleitos’, ‘filhos’, ‘irmãos’ e ‘santos’!
Então, são aplicáveis também a MULHERES!

Isso é comprovado pelo fato de que é bem claro, nas Escrituras Sagradas, que, na Igreja em Corinto, havia PROFETISAS!!
PORTANTO, quando Ef 4.11 fala que Cristo designou 'profetas' (no masculino plural), estão incluídas mulheres!!!

E, quando Ef 4.11 fala de 'pastores', estão incluídas PASTORAS!!!
 

Vera M. S. Mattos  (Pastora-Teóloga-Professora Hebraico/Grego...)

 


Estudo Teológico – A Mulher Pode Pregar e/ou Ser Pastora? 

 
A MULHER PODE PASTOREAR?

Como sempre aconselho em todo estudo teológico, antes de impormos uma regra baseando-nos em um versículo, primeiro devemos estudar a cultura e os fatos que estavam ocorrendo em tal ocasião.

As vossas mulheres estejam caladas nas igrejas; porque não lhes é permitido falar; mas estejam sujeitas, como também ordena a lei.
E, se querem aprender alguma coisa, interroguem em casa a seus próprios maridos; porque é vergonhoso que as mulheres falem na igreja.
1 Coríntios 14:34-35

Hoje em dia existe mulher que dirige ônibus, táxi, que dirige grandes empresas e departamentos de suma importância em grandes multinacionais. Já é comprovado que a mulher geralmente tem uma melhor formação didática que o homem, a mulher estuda mais do que o homem, isso tudo já é mais do que comprovado.

mulher pregando a palavra

Se a mulher estuda mais, tem mais carinho, mais capricho e dedicação, porque ela não pode cuidar de uma igreja? Porque ela não pode cuidar de uma alma? Porque alguém leu um versículo escrito por um homem e não por Deus?

Quem deu a ordem para as mulheres ficarem caladas foi Paulo, não foi Deus não! O problema é que existem algumas pessoas que acham que tudo o que um discípulo falou ou escreveu deve ser tido como se fosse o próprio Deus que estivesse falando. Nem tudo meu amigo, nem tudo!

Há coisas que devemos saber filtrar, por isso que em algumas cartas o Ap Paulo usava a expressão: Digo eu, não o Senhor (
1 Coríntios 7:12)!

O Que a Palavra de Deus Diz Sobre Mulher Pastora?

Dentro do antigo testamento já podemos perceber que já encontramos uma grande pastora, Raquel.

Estando ele ainda falando com eles, veio Raquel com as ovelhas de seu pai; porque ela era pastora. Gn 29.9

O pai de Raquel confiava suas ovelhas aos cuidados de sua filha. É claro que estas ovelhas não era pessoas como tratamos pessoas hoje como ovelhas, porém, a palavra pastor vem da função daquele que cuida de ovelhas, pastor tem a função de trazer pasto (alimento), falando mais claro, a palavra pastor é o mesmo que dizer “alimentador de ovelhas”.

A Raquel tinha o mesmo cuidado com as ovelhas de seu pai que qualquer homem teria. Aliás, acredito eu que as ovelhas eram tratadas até com mais carinho, porque a mulher tem um cuidado especial por sua natureza.

mulher pregando

Jesus Teve Pastoras em Seu Ministério

Eu vou lhe provar que Jesus teve pastoras em seu ministério, vamos lá?

1° Quem foram as primeiras pessoas que receberam a notícia de que Jesus havia ressuscitado? As mulheres.
2° Quem foram as pessoas que transmitiram este alimento, esta informação de que Jesus está vivo para os discípulos? As mulheres.
3° Maria foi uma pastora, ela gerou dentro de si o Senhor Jesus.
4° As mulheres que sustentavam o ministério de Jesus eram pastoras, elas davam “alimento” para aquele ministério prosseguir e crescer.

E aconteceu, depois disto, que andava de cidade em cidade, e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o evangelho do reino de Deus; e os doze iam com ele,
E algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios;
E Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, e Suzana, e muitas outras que o serviam com seus bens.
Lucas 8:1-3

Aquelas mulheres acompanhavam os discípulos para que? Pra servir cafezinho ou o almoço apenas? Claro que não! Creio sim que elas ajudavam com serviços domésticos, porém elas também testemunhavam as coisas que Jesus fez na vida delas, é por isso que  Lucas fez questão de explicar quem eram as mulheres que acompanhavam a Jesus, uma havia sido libertada de demônios e outra de enfermidades, outra era prostituta e muitas outras outras mulheres estavam ali confirmando e convencendo as pessoas de que JESUS É O SENHOR.

Pastora Joyce Meyer

Uma pastora que conquistou o seu espaço e o respeito de milhares de Cristãos em todo o mundo, sem dúvida é a pastora Joyce Meyer, que já tem dezenas de livros lançados, além de suas próprias bíblias de estudo que eu particularmente gostei de conhecer. Muitas pessoas são edificadas pelas mensagens de Joyce Meyer, como me colocaria contra um trabalho onde eu vejo Deus ser glorificado?

Pastora Joyce Meyer

Será que o Espírito Santo deve pedir autorização para os nossos dogmáticos religiosos que não aceitam mulheres nos púlpitos? O Espírito Santo usa quem ele quiser, seja homem, mulher, seja quem for. A verdade é que eu conheço mulheres que pregam uma mensagem muito mais edificante do que muitos homens por aí, mulheres cheias de sabedoria e com intrepidez para ensinar, como me colocaria contra algo que eu vejo glorificar a Deus?

Machismo Religioso

É triste ver homens de Deus, que tem muito conhecimento da palavra alegar que mulher não pode pregar, que mulher não pode falar. Talvez isso era um escândalo nos tempos de Paulo, porém hoje os tempos são outros.

Quero desafiar a você leitor, comparecer na tua igreja e começar a comparar o número de mulheres com o número de homens na igreja, você verá que de longe o número de mulheres é bem maior.

Existem mulheres inteligentes que estão trancafiadas em um sistema religioso, que não permite a elas expressarem para grande ou pequeno público aquilo que Deus fez.

Já que um ou outro pega um versículo para dizer que não, então eu vou pegar outro para dizer que sim, veja:

Recomendo-vos, pois, Febe, nossa irmã, a qual serve na igreja que está em Cencréia,
Para que a recebais no Senhor, como convém aos santos, e a ajudeis em qualquer coisa que de vós necessitar; porque tem hospedado a muitos, como também a mim mesmo.
Saudai a Priscila e a Áqüila, meus cooperadores em Cristo Jesus,
Os quais pela minha vida expuseram as suas cabeças; o que não só eu lhes agradeço, mas também todas as igrejas dos gentios.
Saudai também a igreja que está em sua casa. Saudai a Epêneto, meu amado, que é as primícias da Acáia em Cristo.
Saudai a Maria, que trabalhou muito por nós.
Saudai a Andrônico e a Júnias, meus parentes e meus companheiros na prisão, os quais se distinguiram entre os apóstolos e que foram antes de mim em Cristo.
Saudai a Amplias, meu amado no Senhor.
Saudai a Urbano, nosso cooperador em Cristo, e a Estáquis, meu amado.
Saudai a Apeles, aprovado em Cristo. Saudai aos da família de Aristóbulo.
Saudai a Herodião, meu parente. Saudai aos da família de Narciso, os que estão no Senhor.
Saudai a Trifena e a Trifosa, as quais trabalham no Senhor. Saudai à amada Pérside, a qual muito trabalhou no Senhor.
Saudai a Rufo, eleito no Senhor, e a sua mãe e minha.
Saudai a Asíncrito, a Flegonte, a Hermes, a Pátrobas, a Hermas, e aos irmãos que estão com eles.
Saudai a Filólogo e a Júlia, a Nereu e a sua irmã, e a Olimpas, e a todos os santos que com eles estão.
Romanos 16:1-15

Perceberam quantas mulheres estão descritas aí entre homens que fazem a obra? Pois é. Esta carta foi escrita para a igreja de Roma, que já tinha uma cultura diferente da igreja de Corinto. 

Este estudo segue...
DO blog: Evangelizai

POSTAGEM: http://www.facebook.com/PastoraMercesVasconcellos

 

AS MULHERES DE DEUS SÃO FELIZES...

> "MULHER" - ESSA QUE DIA A DIA CONSTRUO!

 

ESSA MULHER, que dia a dia, construo,

Deve ser forte e pura; de vontade firme e visões!

Sua deve ser a paciência, a meiguice.

Seu, o sagrado dever de compreender os corações

Abatidos e vencidos, ou felizes e vitoriosos!

Conhecedora de todos os mistérios gloriosos!

 

ESSA MULHER, que dia a dia, construo,

com seus feitos e pensamentos ocultos,

Mostrará, àqueles que em seus olhos buscam,

Tudo que fez, desejou e soube não ser estulto!

 

Oh! desejo sabiamente escolher

E pensamentos errôneos longe atirar

Afím de ser preciosa, talentosa, desejos puros possuir,

Banindo a insegurança, o medo, o gênio, a dúvida,

Tudo afazer infeliz no porvir!

 

ESSA MULHER, que dia a dia, construo,

Deve crescer em alegria, bondade, firmeza e liberdade;

Preenchendo seu Lugar

com paz, coragem, sabedoria e amor.

Sejam quais forem as lutas, as maldades;

tristezas, desilusões

 

Que seja sempre moderada, forte e livre; Senhor!

A mulher que ora é meu sonhar,

Revestida do poder da oração, da graça de amar!

 

Autora desconhecida.

Adaptação:  Pastora Mérces Vasconcellos

 

 "As suas mais diversas qualidades"

 MULHERES EXEMPLARES

Sempre se lembre que a pele se enruga...
o cabelo se torna branco, os dias se transformam em anos...
Mas o importante não muda...
Tua força e tua segurança não têm idade.

Teu espírito é o espanador de qualquer teia de aranha......
Atrás de cada linha de chegada, há uma de partida......
Atrás de cada engano, há outro desafio...

Enquanto estiveres viva, sinta-se viva...
Se fizestes algo diferente, volte a fazê-lo...
Não vivas de fotos amareladas...
Segue em frente ainda que todos esperem que desistas....
Não deixes que se oxide o ferro que existe em ti. ....
Faz que, em vez de pena, tenham respeito por ti.....
Quando, devido à idade não possas correr, ande depressa......
Quando não possas andar depressa, caminha.......
Quando não possas caminhar, usa a bengala.....
Mas não pares nunca... !!! (Camile Claudel)

A MULHER EXEMPLAR:
"Ela lhe faz bem e não mal, todos os dias da sua vida.(Provérbios 31.12)
 

Pastora Mérces Saúde Integral

 

  10 VIRTUDES DE UMA MULHER FELIZ


A mulher foi criada à imagem e semelhança de Deus, para a glória de Deus e felicidade do homem. Ela é um presente de Deus, uma auxiliadora idônea para o homem, o centro dos seus afetos, a prioridade dos seus relacionamentos. Ela é a última a ser criada no universo, o mais belo poema de Deus, a coroa da criação!
Esse texto de Provérbios é um acróstico. Cada verso começa com uma letra do alfabeto Hebraico.
É uma homenagem à mulher. Não poderia ter outro jeito mais sublime de concluir o livro de Provérbios. Esse texto nos fala sobre os dez atributos da mulher feliz.

I. ELA É PRECIOSA – V. 10
Essa mulher vale mais do que ouro. “A casa e os bens vêm como herança dos pais; mas do Senhor a esposa prudente”. “O que acha uma esposa acha o bem, e alcançou a benevolência do Senhor” Uma família pode ter riqueza, mas sem amor não há felicidade. Ninguém pode comprar o amor. O amor jamais está à venda. Essa mulher vale mais do que herança, mais do que riqueza, mais do que apartamento de luxo, mais do carro requintado. Mais do que bens materiais.

II. ELA É CONFIÁVEL – V. 11
Ela era fiel ao seu marido. Ele nunca teve motivos de desconfiança. Ela era transparente, honrada, de conduta irrepreensível. Ela podia dizer: “Eu sou do meu amado e o meu amado é meu”. Ela era um jardim fechado, uma fonte selada, uma esposa fiel. Não há coisa mais desastrosa do que a infidelidade conjugal. É uma punhalada nas costas.
A infidelidade abre feridas no coração.
Ela é confiável também na área das finanças. Essa mulher é uma hábil administradora. Ela sabe ganhar, economizar e investir da melhor forma o dinheiro. A área financeira é uma das que mais provocam contendas no casamento.

III. ELA É ABENÇOADORA – V. 12
Ela era um bálsamo, um refrigério na vida do marido. Ela era aliviadora de tensões. Uma amiga, uma confidente, uma auxiliadora idônea, uma consoladora. Ela era estável emocionalmente. Não era uma mulher de veneta, que numa semana era romântica e noutra ranzinza. Num dia carinhosa e noutro rabujenta. Ela era uma bênção na vida dele e não um peso.
Ela era uma alavanca na vida do marido – O sucesso do marido é devido à influência da sua mulher. Ao lado de um grande homem sempre tem uma grande mulher. Ela colocava o seu marido para frente. Empurrava-o para o progresso.
O sucesso dessa mulher na vida profissional e familiar não é em detrimento da família – Essa mulher é elo de ligação da família. Ela como sábia construtora está edificando a sua casa. O marido e os filhos estão felizes. Nenhum sucesso profissional compensa o fracasso do seu casamento ou da sua família.

IV. ELA É TRABALHADORA
Ela é boa dona de casa, é administradora hábil – Ela tinha servas , mas estava envolvida com o bom andamento da casa. Ela controlava as atividades e a atmosfera do seu lar. É zelosa no cumprimento de seus deveres domésticos. É uma mulher presente no lar. Ela é administradora do lar. Ela gerencia o seu lar com sabedoria. Ela toma pé da situação.
Ela não é relaxada – Sua casa anda em ordem.
Ela não come o pão da preguiça – Ficamos cansados só de alistar as atividades dessa mulher. Ela não era mulher de ficar dormindo o dia todo, batendo perna na rua o dia todo, visitando vitrine o dia todo. Talvez o problema da maioria das mulheres hoje não é a ociosidade, mas a correria. Como ter tantas atividades fora do lar e ainda cuidar do bom andamento da sua casa? Ela tem visão de negócios – Ela é adestrada na costura , ela vai buscar alimento para sustento da casa . Ela trabalha e tem lucro. Ela trabalha diuturnamente . Ela produz, ela vende, comercializa, tem expediente, não é dependente, não é parasita.

V. ELA É PREVIDENTE – V. 21 E 25B
Ela é organizada – Ela não deixa as coisas para a última hora. Ela tem um programa. Ela antecipa as coisas. Antes de chegar o inverno, ela já prepara para sua família as roupas próprias. Essa mulher tem uma agenda e ela sabe administrar bem o seu tempo. Ela tem tempo para Deus ; tempo para o marido ; tempo para os seus filhos ; tempo para o seu próximo e tempo para si mesma . E tudo isso contribuiu para o bom andamento do seu lar.

VI. ELA É GENEROSA – V. 20
Ela tem o coração sensível e as mãos abertas – Ela não era uma mulher egoísta. Ela é sensível às necessidades dos outros. Ela é caridosa. Ela é ajudadora dos pobres. Seu dinheiro e seus bens não são apenas para ser acumulados, mas distribuídos com generosidade. Ela não se preocupa apenas com a sua família, mas com os que sofrem ao seu redor. Essa mulher não é sovina, mesquinha, avarenta.

VII. ELA É ELEGANTE – V. 17, 22B
Ela cuidava do seu corpo, fazia ginástica – Ela cuida do corpo. “Ela cinge os seus lombos de força, e fortalece os seus braços.” Ela cuida da sua saúde. Ela tem uma correta auto-estima. Ela se mantém em boa forma. Ela tem tempo para ela mesma para cuidar da sua saúde, da sua forma. Ela não é uma mulher relaxada com a sua apresentação pessoal. Ela não era uma mulher flácida, relaxada com o seu aspecto físico. Ela se veste com elegância – Ela tem amor próprio. Ela reconhece o seu próprio valor.

VIII. ELAÉ EDUCADORA– V. 26
Ela é uma conselheira sábia – Ela olha para a vida na perspectiva de Deus. Ela enxerga pela ótica de Deus. Ela passa uma visão correta da vida para os seus filhos. Como precisamos de mães conselheiras. Ela é uma conselheira bondosa – A sua língua é uma fonte de bons conselhos, fala com ternura, com graça; não há rancor, não há insensatez nas suas palavras. É prudente e bondosa no falar. Fala a verdade em amor. É mãe conselheira. Ela não provocava seus filhos à ira – Ela sabia dosar correção com encorajamento. Há mães que só cobram. Os filhos nunca conseguem satisfazer suas exigências.

IX. ELA É PIEDOSA– V. 25 a 30
É uma mulher de vida moral irrepreensível – Força e dignidade são os seus atavios. É uma mulher de fibra, que tem raça, determinação. Ela tem um nome honrado, uma conduta digna, uma vida limpa, um comportamento irrepreensível. Ela reconhece que sua maior beleza não é física, mas espiritual – Mulher que só pensa em academia, em ginástica, em butique, em salão de cabeleireiro, em cosméticos, em jóias, em roupas caras, em aparência é mulher fútil, superficial, vazia, oca. 1 Pe 3:3-5 fala que a beleza da mulher deve ser um espírito manso e tranquilo. A beleza interna deve ser maior do que a beleza externa.

X. ELA É ELOGIADA– 28-31
Ela é elogiada pelo marido – Ela investe no marido e tem retorno garantido. Seu marido a considera a melhor mulher do mundo. Ela é superlativa. Ele prodigaliza os mais efusivos elogios a ela. Ele a admira. Ele proclama para seus amigos a bênção superlativa que é a sua esposa na sua vida. Essa mulher é bem amada. Ela é elogiada pelos filhos – Ela não tem preferência por um filho em prejuízo de outro (Rebeca).Todos os seus filhos a chamam de ditosa, de uma mulher feliz. Todos reconhecem que ela está colhendo o que semeou: a felicidade!
Esta mulher tem tempo para Deus, para o marido, para os filhos, para os necessitados, para si mesma. Sua vida é vivida no centro da vontade de Deus. Por isso Deus a chama de preciosa. Seus filhos a chama de ditosa, feliz. Seu marido diz que ela é a melhor mulher do mundo. Suas obras a louvam de público. Querida irmã, você gostaria de imitar essa mulher como mulher, serva de Deus, esposa e mãe? Victor Hugo, o mais famoso poeta romântico da França, que viveu no século XIX compôs um dos mais belos poemas sobre a grandeza da mulher:

O HOMEM E A MULHER
O homem é a mais elevada das criaturas, a mulher é o mais sublime dos ideais.
Deus fez para o homem um trono, para a mulher um altar. O trono exalta, o altar santifica.
O homem é o cérebro, a mulher o coração. O cérebro produz a luz, o coração produz o amor.
A luz fecunda, o amor ressuscita.
O homem é gênio, a mulher é o anjo. O gênio é imensurável, a mulher é indefinível.
A aspiração do homem é a suprema glória, Aaspiração da mulher é a virtude extrema.
A glória promove a grandeza, a virtude conduz à divindade.
O homem tem a supremacia, a mulher a preferência.
A supremacia significa a força, a preferência representa o direito.
O homem é forte pela razão, a mulher invencível pelas lágrimas.
A razão convence, as lágrimas comovem.
O homem é capaz de todos os heroísmos, a mulher, de todos os martírios.
O heroísmo nobilita, o martírio sublima. O homem é o código, a mulher o evangelho.
O homem é a águia que voa, a mulher o rouxinol que canta.
Voar é dominar o espaço, cantar é conquistar a alma.
O homem tem um fanal, a consciência;
A mulher tem uma estrela, a esperança. O fanal guia, a esperança salva.
Enfim, o homem está colocado onde termina a terra. E a mulher, onde começa o céu.
 
 
 
A MULHER RELEVANTE: 
 
Ao ler a narrativa acima, alguém poderá perguntar: “Jesus disse pra uma mulher Cananéia que não riria dar-lhe um milagre porque ela não era judia”. Teria Jesus sido preconceituoso. Ao analisarmos tudo o que aconteceu, vemos exatamente o contrário. O Senhor começou falando aquilo que os homens judeus queriam ouvir, para depois mostrar que aquela pessoa, mulher e Cananéia, tinha uma fé maior que a de muitos deles. O impacto foi grande. Mas o impacto foi grande porque ela foi uma mulher relevante. Uma mulher que fez a diferença. E por que? 

Vejamos o que faz uma mulher relevante:

1. A mulher relevante não duvida de Deus mesmo que todas as possibilidades pareçam contrárias. Lembre-se que naquela época a mulher era um ser humano de segunda classe. Se não fosse judia, então, menos atenção lhe seria dada. Mas aquela mulher não duvida, mesmo que tudo estivesse contra ela.

2. A mulher relevante procura ajuda no lugar certo, com a pessoa certa: Jesus! Ela foi procurar em Jesus a direção que precisava. Não foi tomar como base para as suas ações o que o mundo diz. Hoje é possível que pessoas tomem como seus conselheiros as novelas, as revistas que tratam do sexo com tremenda banalidade, a família como uma entidade descartável. Busque as respostas em Jesus e você será relevante.

3. A mulher relevante é aquela que salva o seu lar. Aquela mulher Cananéia foi atrás da salvação, atrás da solução do seu problema. Talvez ela tivesse um marido que não a apoiou na sua decisão de buscar a cura de sua filha com Jesus, mas ela foi em frente. A estabilidade do lar pode estar nas mãos da mulher. Veja o que diz o versículo: A mulher sábia edifica a sua casa, mas com as próprias mãos a insensata derruba a sua. Provérbios 14.1

Quando a mulher não é relevante, ela pode se tornar um tropeço no seu lar. O mesmo autor do provérbio acima escreveu versículos que poderiam muito bem ser pintados em parachoques de caminhão. Veja como ficaria:

Mas a mulher sábia será um esteio para a sua família. Ela será louvada pelos seus atos de fé em seu lar.

4. A mulher relevante é aquela que recebe a recompensa por sua coragem e fé. A mulher do texto bíblico foi recompensada. A sua filha foi curada e ela elogiada pelo Senhor. Hoje você pode ter esta mesma experiência com Deus. Se você decidir ser alguém relevante, colocando-se a clamar pelo Senhor, crendo e obedecendo. Que Deus possa fazer em sua vida o milagre do qual você precisa. Aquela mulher tinha um problema diferente do seu, mas o mesmo Deus que cuidou dela, quer cuidar de você. Que deus a abençoe.! Amém!  Por Davi Liepkan
QUE NÓS MULHERES, SEJAMOS RELAVANTES EM TODAS AS
ÁREAS DA NOSSA VIDA: LAR, FAMÍLIA, RELACIONAMENTOS, TRABALHO, MINISTÉRIO, DONS, CHAMADO.
14-01-2012- Pastora Mérces
 
 

MULHER CRISTÃ

1. A MULHER CRISTÃ DE SER:

A. Como Eva, que soube seguir em frente, e aceitar o perdão de Deus, mesmo tendo sido a primeira pessoa a pecar.

B. Como a esposa de Noé, que acreditou nele, apoiando-o, mesmo quando ninguém quis acreditar na mensagem que ele pregava.

C. Como Sara, embora tendo duvidado da palavra de Deus, arrependeu-se, tornando-se mãe de uma grande nação.

D. Como Rebeca, que aceitou a vontade de Deus para sua vida, sem hesitar.

E. Como Raabe, que arrependendo-se de sua vida de pecados, se deixou ser usada por Deus, ajudando numa das grande vitórias do povo de Deus.

F. Como Rute, que deixando para trás seu povo para seguir a Deus, mostrou como Deus, se preocupa com suas filhas e deseja que vivam uma linda história de amor!

G. Como Débora, profetisa, que julgava o povo com sabedoria e justiça.

H. Como Ana, que orou pedindo um bebê, e o devolveu a Deus para que ele se tornar um grande profeta.

I. Como Abigail, mulher sensata, que evitou uma guerra e que muitos fossem mortos.

J. Como Ester, mulher fiel a Deus, disposta a morrer pela sua fé e pelo seu povo!

L. Como Maria, que com humildade, aceitou ficar grávida do Espírito Santo, antes de estar casada, numa época, em que isso poderia lhe custar a vida!

M. Como Maria Madalena, que após ser convertida, expressou sua gratidão a Jesus, de uma forma tão singular, que sua história, é contada até hoje!

N. Como Dorcas, que por viver abnegadamente, Deus a ressuscitou!

O. Como Lídia, mulher temente a Deus, de coração aberto às mensagem de Deus.

P. Como Eunice e Lóide, mulheres de fé, que souberam criar seus filhos nos caminhos de Deus, em momentos difíceis!

*  Todas estas grandes mulheres da Bíblia, foram como nós, tiveram seus momentos de fraquezas, mas se levantaram e deixaram seus exemplos de fé, amor, desprendimento, humildade, coragem, perseverança e esperança! Elkeane

Editado: 06-12-2011- Pastora Mérces

 

FALANDO DA MULHER VIRTUOSA:

Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis.O coração do seu marido está nela confiado; assim ele não necessitará de despojo.Ela só lhe faz bem, e não mal, todos os dias da sua vida.Busca lã e linho, e trabalha de boa vontade com suas mãos.Como o navio mercante, ela traz de longe o seu pão.Levanta-se, mesmo à noite, para dar de comer aos da casa, e distribuir a tarefa das servas.Examina uma propriedade e adquire-a; planta uma vinha com o fruto de suas mãos. Cinge os seus lombos de força, e fortalece os seus braços.Vê que é boa a sua mercadoria; e a sua lámpada não se apaga de noite.Estende as suas mãos ao fuso, e suas mãos pegam na roca. Abre a sua mão ao pobre, e estende as suas mãos ao necessitado. Não teme a neve na sua casa, porque toda a sua família está vestida de escarlata. Faz para si cobertas de tapeçaria; seu vestido é de seda e de púrpura. Seu marido é conhecido nas portas, e assenta-se entre os anciãos da terra. Faz panos de linho fino e vende-os, e entrega cintos aos mercadores.A força e a honra são seu vestido, e se alegrará com o dia futuro. Abre a sua boca com sabedoria, e a lei da beneficência está na sua língua. Está atenta ao andamento da casa, e não come o pão da preguiça. Levantam-se seus filhos e chamam-na bem-aventurada; seu marido também, e ele a louva. Muitas filhas têm procedido virtuosamente, mas tu és, de todas, a mais excelente! Enganosa é a beleza e vã a formosura, mas a mulher que teme ao SENHOR, essa sim será louvada. Dai-lhe do fruto das suas mãos, e deixe o seu próprio trabalho louvá-la nas portas. (MEDITE: Prov.31).  PASTORA MÉRCES.

O DIREITO DA MULHER DE PREGAR O EVANGELHO:

2011-09-22 00:37

Texto original, escrito em 1900 - Desde a queda no Jardim do Éden a mulher tem sido humilhada e sujeitada pelo homem. Quanto mais primitivo o povo, pior tem sido o tratamento dado à mulher. Em muitos casos ela tem sido considerada simplesmente escrava do homem. Alguns povos têm impedido a mulher de obter qualquer formação ou estudo. A maneira como a mulher muitas vezes tem sido tratada não é nem conveniente descrever para um público cristão.

A forma insultuosa e degradante que ela tem sido obrigada a suportar por parte de muitos homens ainda é uma realidade em muitos países. Somente o cristianismo verdadeiro pôde restituir à mulher a dignidade e os direitos que lhe cabem: um fato que creio ninguém tem coragem de negar. Em uma sociedade sem preconceitos, na qual a verdade do Evangelho pode ser livremente proclamada, a mulher reconquista sua posição natural.

Ela é reconduzida a igualdade com o homem. A mulher, quando criada, não foi tirada do pé do homem, para que não fosse por ele pisada, nem tampouco foi tirada da cabeça para que ela não dominasse sobre o homem. Não, ela foi tirada do seu lado, o que prova que a mulher deveria estar em posição de igualdade com o homem. Quando Deus escolheu seu povo Israel e lhe deu sua revelação, era preciso ir ao seu encontro no ponto em que estavam e aos poucos elevar seu patamar moral. Foram muitas as coisas que o Senhor permitiu “por causa da dureza de coração” do povo. Mesmo assim, a mulher tinha uma situação bem melhor entre os judeus do que as mulheres dos povos vizinhos.

O que o Antigo Testamento não pôde realizar, o Novo Testamento completa.. No templo de Salomão havia uma série de pátios: dos sacerdotes, dos levitas, dos homens judeus, das mulheres judias e dos gentios. Além disto, havia ainda o grande véu do santuário que isolava o espaço do Santo dos santos ao qual somente o sumo-sacerdote tinha acesso. Todos estes muros e separações indicavam o espírito do culto legalista daquele tempo. Quando Jesus morreu na cruz, o véu do santuário se rasgou de alto a baixo e, conseqüentemente, também os outros muros de separação foram derrubados.

Desde então “não há judeu nem grego, escravo nem livre, homem nem mulher; pois todos são um em Cristo Jesus.” (Gl 3.28) Um argumento comum contra a presença da mulher na proclamação do Evangelho é dizer que a função de pregador não é natural à mulher. Mas esse argumento tem sua origem no erro comum de confundir aquilo que é natural e decoroso, com aquilo a que estamos acostumados. O costume ou o hábito nos faz crer que coisas não naturais sejam na realidade corretas, enquanto outras perfeitamente corretas são vistas como não naturais por serem incomuns.

Outro argumento que temos ouvido é como pode alguém que se diz seguir a Palavra de Deus ter a coragem de defender o direito da mulher de falar na Igreja. Este é o argumento mais importante a ser respondido. Se o argumento fosse válido não apenas concordaríamos com ele, mas também daríamos nosso total apoio a esta posição. Cremos, no entanto, que poderemos dar uma interpretação e aplicação correta sobre o assunto no sentido de não apenas afirmar o direito da mulher pregar, mas até mesmo mostrar que a Bíblia incentiva que ela o faça. Existem dois textos escritos pelo apóstolo Paulo que são geralmente citados neste contexto. 1 Coríntios 14.34 e 1 Timóteo 2.12. Nenhum dos dois pode, no entanto, ser usado para defender a idéia de que a mulher não deve pregar o Evangelho. a. Porque vai contra o espírito do cristianismo.

Deus em sua ação em prol da salvação do ser humano, assim como em seus deveres e direitos, não fez nenhuma distinção entre o homem e a mulher. b. Porque vai contra a economia de Deus. Deus jamais criou algo sem um propósito, nem capacitou seres com dons e características que não poderiam ser utilizadas. Não é possível provar que a mulher teria menor capacidade do que o homem, menor sabedoria ou menos poder do Espírito Santo e por isto seria incapaz de pregar o Evangelho. c. Porque vai contra profecias claras nas Escrituras. Segundo o profeta Joel viria um tempo em que não mais se faria distinção entre homem e mulher. Deus iria derramar seu Espírito sobre filhos e filhas (Joel 2.28 e 29). Esta profecia se cumpriu no Pentecoste e desde então não tem sido apenas uma promessa e, sim, uma realidade.

A promessa do Espírito Santo já foi cumprida há 1900 anos e cremos que ainda hoje existem mulheres capacitadas pelo Espírito de Deus para proclamarem as verdades do Evangelho. A não ser que não creiamos mais no poder e na ação do Espírito Santo, uma proposta que só pode envergonhar a Igreja do Senhor. Em vários lugares do Novo Testamento encontramos mulheres que oravam e profetizavam publicamente. Em 1 Coríntios 11.4-6 o apóstolo Paulo quer dar algumas orientações sobre como a profecia deveria ser entregue, mas não há dúvida de que ele permite que a mulher profetize. Em Atos 21.8 e 9 lemos como o apóstolo Paulo chega em Cesaréia e foi morar na casa do evangelista Filipe. Este tinha 4 filhas solteiras que profetizavam, e não me parece que em algum momento o apóstolo tenha lhes mandado calar.

Qual era o serviço de Febe em Romanos 16.1? Se ela servia na Igreja em Cencréia não é provável que ela tenha permanecido sempre “calada”. Certamente ensinou sobre Jesus Cristo e a salvação a muitos durante os anos que ali serviu. Aliás, neste capítulo 16 Paulo saúda tanto a homens como mulheres, sem exceção, pois tanto um como o outro grupo exerciam ministérios semelhantes tanto dentro de Igreja como fora dela. Quanto a Febe, Paulo usa a palavra diácono (em grego, diaconoi) para descrever o seu serviço. Esta palavra é a mesma usada sobre os discípulos e até sobre o Senhor Jesus. Observe os seguintes versos. “Pois eu lhes digo que Cristo se tornou servo (diaconoi) dos que são da circuncisão” (Rm 15.8); “Afinal de contas, quem é Apolo? Quem é Paulo? Apenas servos (diaconoi) por meio dos quais vocês vieram a crer” (1Co 3.15); Ele nos capacitou para sermos ministros (diaconoi) de uma nova aliança” (2Co 3.6); “Ao contrário, como servos (diaconoi) de Deus, recomendamo-nos de todas as formas” (2Co 4.6). Poderíamos citar outros exemplos da Bíblia que mostram como mulheres pregavam o Evangelho no início da era cristã, mas cremos que já é suficiente. Por fim, usa-se o argumento de que “Cristo não enviou nenhuma mulher a pregar, os apóstolos não enviaram nenhuma mulher, nem há nas Escrituras nenhuma ordem dizendo que elas deveriam se tornar pregadoras. Vejamos até onde nos leva este tipo de argumentação. È um fato que Cristo nunca construiu uma igreja, nem mandou que fossem construídas. Nem os apóstolos construíram algumas igrejas ou ensinavam seus membros a fazê-lo. Portanto, deve ser contra as Escrituras construir igrejas. A mesma argumentação pode ser usada para as Escolas Dominicais, grupos familiares, reuniões de estudo bíblico e uma série de instituições e práticas que temos em nosso meio. Este tipo de conclusão é falsa porque se baseia em premissas falsas. Além disso, não é verdade que Jesus não enviou nenhuma mulher a proclamar o Evangelho. Em pelos menos duas ocasiões Jesus enviou uma mulher a proclamar as Boas Novas.

Primeiro no encontro com a mulher samaritana. “[Jesus] lhe disse: ‘Vá, chame o seu marido e volte’... Então, deixando o seu cântaro, a mulher voltou à cidade e disse ao povo: ‘Venham ver um homem que me disse tudo o que tenho feito. Será que ele não é o Cristo?’ Então saíram da cidade e foram para onde ele estava.” (Jo 4.16,28-30). Ninguém pode negar que Jesus disse à mulher que deveria ir contar o que sabia sobre ele. A mulher foi à cidade e se dirigiu ao povo. Que outra coisa pode um pregador fazer? Sua tarefa consiste em contar aos outros sobre quem é Jesus. Em outra passagem do evangelho de João está escrito: “Jesus disse: ‘Não me segure, pois ainda não voltei para o Pai. Vá, porém, a meus irmãos e diga-lhes: Estou voltando para meu Pai e Pai de vocês, para meu Deus e Deus de vocês’. Maria Madalena foi e anunciou aos discípulos: ‘Eu vi o Senhor!’ E contou o que ele lhe dissera.” (Jo 20.17,18). Este é o segundo texto no qual vemos o Senhor enviando uma mulher que deveria proclamar a Nova do Evangelho.

Para concluir vamos analisar os textos bíblicos usados por muitos como prova contra o direito da mulher publicamente se apresentar como ministra e pregadora da Palavra. Leia 1 Co 14.31-35. Entendemos ser importante ler todo o contexto para melhor entender o objetivo do apóstolo ao escrever tais palavras. O verso 31 nos ensina que “pois vocês todos podem profetizar, cada um por sua vez”. No verso 34 está escrito: “permaneçam as mulheres em silêncio nas igrejas, pois não lhes é permitido falar”. No primeiro, Paulo diz que todos podem profetizar, no segundo afirma que as mulheres devem permanecer em silêncio. Estaria o apóstolo entrando em contradição? Além do mais, como vimos acima, o Espírito Santo viria sobre todos: “filhos e filhas iriam profetizar”. Não cremos que o Paulo tenha ido contra o próprio ensino bíblico, nem tenha entrado em contradição.

A chave para compreender o contexto está no verso 35: “se quiserem aprender alguma coisa, que perguntem a seus maridos em casa”. As mulheres que neste texto são orientadas a se calarem, são aquelas que deveriam buscar, primeiro, uma instrução básica em seu próprio lar. Devemos nos lembrar, que a mulher na época tinha pouca ou nenhuma instrução. Ela não era capaz de entender as discussões e tinha talvez, muitas dúvidas que para os outros eram irrelevantes. Ela é, então, aconselhada a perguntar ao seu marido em casa. O segundo texto é o de 1Tm 2.12: “Não permito que a mulher ensine, nem que tenha autoridade sobre o homem. Esteja, porém, em silêncio”.

Mesmo que não há nenhuma evidência de que este texto esteja se referindo ao exercício público da palavra, iremos analisá-lo, haja visto que muitos o usam neste sentido. Pelo contexto podemos perceber que Paulo está se referindo, primeiramente, a mulher casada e não às mulheres em geral. Às solteiras e viúvas ele não tem nenhuma orientação a dar. As palavras do apóstolo se referem ao comportamento pessoal da mulher no contexto do lar. No mesmo texto há orientações quanto ao vestir e como deve agir em relação à sociedade em geral (com boas obras). Não há como inferir do texto que a mulher não poderia ensinar, nunca. Nem seus filhos, servos ou mesmo seu marido.

O texto se refere ao ensino que exige submissão, subserviência. Este não caberia à mulher (e nem de fato, ao homem). O contexto em que viviam as mulheres neste tempo é também bastante esclarecedor. Tanto em Corinto como em Éfeso (onde estava Timóteo) havia uma forte presença de idolatria ligada à deusas que eram servidas por mulheres-sacerdotisas. Este serviço implicava freqüentemente em prostituição e a imagem da mulher que se apresentava em público era bastante desgastada. Como, neste ambiente, seria aceita a palavra de uma mulher? Provavelmente, não poderiam ser levadas a sério e seu testemunho não seria cristão. Paulo recomenda que neste contexto as mulheres não ensinem.

Depois de trinta anos servindo ao lado de mulheres de Deus, minha experiência não tem me dado qualquer motivo de duvidar de que elas possam ocupar lugares de destaque na igreja, muito pelo contrário, estou convencido que a presença da mulher nos púlpitos e lugares públicos só traz bênçãos. Eu sou muito grato ao Senhor Jesus por que Ele não faz acepção de pessoas e tenho visto muitos exemplos de como Ele tem usado irmãs em Cristo de forma maravilhosa. É neste espírito e com o propósito de defender a missão da mulher contra aqueles que querem que ela se cale que escrevo este pequeno estudo. John Ongman, Örebro, 1900 - Tradução e Resumo – Leif Ekström (2009) http://www.cibi.org.br/  

 Pastora Mérces

A MULHER E SEU PAPEL NA IGREJA

   a foto é de 2.012

Deus tem um plano para sua vida - plano este, que ninguém mais na Terra pode cumprir, porque você é única aos olhos de Deus. A tradição religiosa tem reprimido as mulheres.
Na política a mulher ganhou o direito de votar há pouco tempo.
Nas nações muçulmanas as mulheres são obrigadas a cobrir o rosto e o corpo com longas vestes. Na igreja cristã, a teologia tradicional tirou duas declarações de Paulo e as usou para estabelecer uma doutrina que restringe as mulheres ao silêncio e lhes proíbe qualquer iniciativa de liderança (I Co 14:34-35).
Você é especial para Deus, projetada por Ele, com potencial ilimitado. Eva, a primeira mulher a ser criada por Deus (Gn 03:20), tem inspirado doutrinas severas “calando as mulheres e anulando seu dinamismo”.
Mas, se a desobediência de uma mulher resultou na queda da raça humana, não nos esqueçamos que foi a obediência de uma mulher que resultou na redenção da raça.
Deus escolheu uma mulher como instrumento para a redenção, o perdão e a salvação eterna. Uma mulher ficou sendo o meio de trazer alegria, paz, amor, consolo e realização à raça humana (Lc. 01:26-38).
Maria Madalena, uma mulher de negócios – mas que chegou até Jesus e foi liberta por Ele – tornou-se sua seguidora, veio a Ele dar apoio, ajudava-O nos assuntos financeiros, estava presente ao lado da cruz, ajudou a preparar o corpo de Cristo para o sepultamento, estava presente quando Jesus ressuscitou, foi visitada por Ele, recebeu o seu recado e o transmitiu aos Apóstolos, recebeu a plenitude do Espírito Santo no dia de Pentecostes e, obviamente, era mensageira e testemunha ungida de Jesus Cristo na igreja primitiva.
Maria Madalena tivera sete demônios. Jesus expulsou todos, a fim de que Ela pudesse ter vida real eterna e abundante.
Jesus liberta dos maus hábitos que contaminam o corpo, a mente e o espírito, e nos leva a desenvolver hábitos que ajudam a nos limpar e purificar, bem como a outras pessoas.
Quando Jesus se torna Senhor da sua vida, você mulher, consegue fazer todas as coisas que Deus manda quando fala ao seu coração. O que há de ruim na sua vida será sufocado pelo bem que Deus faz crescer em você, mediante a sua nova vida.
Quando Jesus veio, raiou um novo dia para as mulheres e para os homens igualmente. Temos liberdade! Já não somos escravos, já não estamos amarradas. Fomos libertadas.
Por quê?
Porque somos amadas, somos estimadas, somos necessárias, somos uma parte da Igreja de Cristo. Agora podemos optar por servir, seguir, obedecer e amar o Nosso Senhor Jesus Cristo.

Qual é a sua opção?

Agora, seu futuro, sua nova posição, sua nova vida de amor, fidelidade, sucesso, realização e alto estima depende da sua posição de tomar a decisão aqui e agora, por servir, obedecer, amar e fazer a vontade de Deus


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!